Marcadores

Da Gabi (160) Dos queridos (54) Amor (46) Por aí (35) Dicas (28) Família (28) Comidas (18) Viagem (16) Chatices (15) Esportes (13) Trabalho (12) Livros (9) Música (9) Crianças (5) Filmes (2) Moda (2) Sampa (2) PequenasFelicidades (1)

Instagram

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Hoje é dia de Namos!


... a fé na regularidade do mundo e na previsibilidade dos eventos, indispensável para nossa saúde mental.

O amor, por outro lado, é a vontade de cuidar, e de preservar o objeto cuidado.

O eu que ama ama se expande doando-se ao objeto amado.

Amar significa estar a serviço, colocar-se à disposição, aguardar a ordem. Mas também pode significar expropriar e assumir a responsabilidade.

Estar em um relacionamento significa muita dor de cabeça, mas sobretudo uma incerteza permanente. Você nunca poderá estar plena e verdadeiramente seguro daquilo que faz - ou de ter feito a coisa certa ou no momento preciso.

Os problemas não terminam quando os casais passam a viver juntos. Os quartos compartilhados podem ser um local de alegria e diversão, mas raramente de segurança e sossego.

... e a luta em si cobra o seu preço. Diariamente se exigem sacrifícios.

Não há como saber, pelo menos com antecedência, se viver juntos acabará se revelando uma via de tráfego intenso ou um beco sem saída. A questão é atravessar os dias como se essa diferença não contasse, e portanto de uma forma que torne irrelevante o problema de "colocar os pingos no 'i's.

A união só se mantém na medida em que sintonizamos, conversamos, enviamos mensagens. Se você interromper a conversa, está fora.
Todas essas frases foram retiradas do livro AMOR LÍQUIDO - Sobre a fragilidade dos laços humanos de Zygmunt Bauman. Exclusivamente do capítulo "Apaixonar-se e desapaixonar-se". Até onde li direito a ponto de marcar algumas frases... Dessas motivadoras, outras nem tantos, mas a grande maioria bem realista.

O interessante é que quem leu esse livro, ou quem viu o tema da fragilidade dos laços humanos, considerou algo meio 'pesado'. Pode ser que eu ainda não tenha chegado nessa parte, o que é uma boa coisa, já que esperei até hoje pra colocar tudo isso aqui... Dia dos Namorados.

Dia que há quatro anos ganhei uma caixa de bombons de cereja - os meus favoritos - e oficializei o namoro com quem hoje dorme no mesmo quarto que eu, e onde eu SIM tenho muita segurança e sossego. Paz mesmo.

Há quatro anos fui percebendo que essas frases todas fazem parte da vida. Fui ganhando não só o namorado, mas a pessoa com quem eu divido a cama, as contas, as lágrimas, as risadas, os perrengues... Tudo isso sem jurar em frente a ninguém nada... Nadinha....


Somo assim, um dupla. Uma parceria que dá certo, que se entende nas minhas brigas espanholas e nas manias dele. Somos mais que isso, mas no casal a pessoa que não tem problema em se expor sou eu, sendo assim, me limito a copiar essas frases, afinal - voltando ao livro - Não é verdade que, quando se diz tudo sobre os principais temas da vida humana, as coisas mais importantes continuam por dizer?

FELIZ DIA DOS NAMORADOS




 





Um comentário:

  1. Então...
    Há quinze anos com a mesma pessoa, assim, exclusivamente. Vivendo para, vivendo com, vivendo... E já houveram momentos de dúvida, de distancia e de tristeza, mas sei que o amor sempre foi mais forte e a vontade de que ele se mantivesse vivo ainda maior. Lutei e luto por esse amor diariamente e concordo no que diz que não são os relacionamentos que se tornam líquidos e sim as pessoas que assim os tornam.
    Sei que só sei ser feliz assim. Démodé. Não consigo imaginar esse troca troca de pessoas, sentimentos e emoções. Gosto da minha paz, da minha estabilidade, do meu lar. Preciso disso tudo pra ser segura e só sou feliz em segurança. Enfim, amar vale à pena. Pra mim vale! Beijos!

    ResponderExcluir