Marcadores

Da Gabi (161) Dos queridos (54) Amor (47) Por aí (35) Dicas (28) Família (28) Comidas (18) Viagem (16) Chatices (15) Esportes (13) Trabalho (12) Livros (9) Música (9) Crianças (5) Sampa (3) Filmes (2) Moda (2) PequenasFelicidades (1)

Instagram

quinta-feira, 2 de março de 2017

"é que não te dei um beijinho de boa noite..."

Lembro como se fosse hoje do meu pai me dizendo pra que eu aproveitasse as minhas avós, porque eu sentiria falta delas - mal sabia ele que eu sentiria falta dele antes... mas vamos que vamos. Pensei nessa fala dele durante diversas vezes da minha vida. Tenho 35 anos, 2 avós e 1 avô.

Tenho 35 anos e já sinto saudades de 2 avôs e 2 avós.

Lavo a louça com os olhos cheios de lágrimas após uma conversa com a Faustina. Penso na vida dela,  nessa rotina difícil de ter o marido numa cama depois de um avc. Penso como é ser a última irmã viva. Penso como é não se lembrar exatamente o que aconteceu na vida de cada irmão. Penso como é se sentir sozinha depois que a filha e os netos vão embora do fim de semana. Penso como é não conseguir dominar o corpo.

Quebro um copo, e fico feliz por não ter sido uma taça de cristal, presente de casamento da Clementina, ufa. Recolho os cacos, e dou mais uma pensada na vida. Organizo a mesa do café da manhã. Volto pra sala e vejo minha avó rezando na cama com o meu avô. Tenho vontade de chorar, mas finjo que está tudo bem. Dou um beijinho nele, e subo.

Ela vem devagarzinho na sequência, com dificuldade pra subir cada degrau. Dá um 'beijinho de boa noite' em mim e outro no Renato. Ela conta como a gente alegra o seu coração, porque a 'solidão mata'. Digo que fazemos muita bagunça isso sim. Disfarço.

Me tranco no banheiro e esqueço que é terça de carnaval. Choro sem dó... Lavo o rosto. Choro. Escuto:

"Bi?"

respondo: oi, já to saindo

"Tá, é que não te dei um beijinho de boa noite..."

Ela esqueceu...

Saio do banheiro escovando os dentes, pra disfarçar a minha cara de choro, entro no quarto da minha avó que não percebe a minha presença e também está escovando os seus dentes. Minutos depois ela se vira, me vê e diz:

"também estava escovando os dentes, hehehe. Boa noite."

respondo: boa noite vó, até amanhã.

"até amanhã, se Deus quiser, dorme com os anjinhos"




Um comentário: