Marcadores

Da Gabi (161) Dos queridos (54) Amor (47) Por aí (35) Dicas (28) Família (28) Comidas (18) Viagem (16) Chatices (15) Esportes (13) Trabalho (12) Livros (9) Música (9) Crianças (5) Sampa (3) Filmes (2) Moda (2) PequenasFelicidades (1)

Instagram

sábado, 22 de julho de 2017

A tranquilidade de não refletir sobre certos temas

Amiga 1: Nossa Gabis, você tem muita cara de maconheira. Você jura que você não fuma?
Google Images: veja
Gabi: Não, não fumo. Não quero fazer parte do tráfico.
Amiga 1: kkkkkkkk
Gabi: To falando sério.
Amiga 1: Como assim?
Gabi: Não quero ser o "playboyzinho da zona sul" (me referindo à cena do filme Tropa de Elite).
Amiga 1: kkkkkk, é serio isso?
Gabi: Sim, é sério isso. Quando você consome algo você está financiando o produto em si, seja lá de que forma que esse produto chega até você.
Amiga 1: Ah, ta... Mas quando eu fumo eu não vou comprar na boca não...
Gabi: Hum, então você planta? [que por um acaso até onde eu sei também pode ser considerado tráfico no Brasil]
Amiga 2: Ah, kkkk, pra Gabis consumir tem que ser orgânico.
Gabi: Não gente, pra eu consumir tem que não ser tráfico, não importa quem compra, importa que tem gente que tá fazendo isso, importa que tem criança aviãozinho, importa que tem traficante no meio.

Silêncio.

E não foi sempre assim. Realmente eu assisti Tropa de Elite no cinema e me senti no lugar do Playboyzinho da Zona Sul. Nunca mais fumei.
Não que eu fosse compradora, ou super consumidora de maconha. Já fumei sim. Poucas vezes e sempre de amigos... Mas pra mim não tem diferença de fumar de amigo, de ir comprar na boca, ou sei lá o que. Tem diferença de plantar em casa, envolve menos gente, mas ainda assim tá errado [de acordo com a lei do Brasil]. Não quero ser uma peça desse jogo onde muita gente inocente morre.

Essa opção é minha. Cada um faz o que quer. E nem gosto tanto assim te maconha na verdade. Dá sono. Mas fiquei meio impressionada com o fato de que essa minha postura pareceu uma surpresa e provocou risos em pessoas que estão ao meu redor. Tráfico é um tema tão delicado, um tema que mata tanta gente, um tema que ninguém quer estar envolvido, só que está. Period.

Nenhum comentário:

Postar um comentário