Marcadores

Da Gabi (161) Dos queridos (54) Amor (47) Por aí (35) Dicas (28) Família (28) Comidas (18) Viagem (16) Chatices (15) Esportes (13) Trabalho (12) Livros (9) Música (9) Crianças (5) Sampa (3) Filmes (2) Moda (2) PequenasFelicidades (1)

Instagram

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Raiz ou Nutella?

Eu já quis transformar a minha vida numa planilha. Nunca fui magra e sarada, sempre, todos os dias da minha vida eu quis ter 14% de gordura (aquele da balança maledeta). Houve momentos em que pensava que só vivendo numa planilha de treinos e dieta eu alcançaria isso e seria muito feliz. Há. Hoje eu tenho certeza que 14% pra mim é só assim mesmo - excluindo doença, distúrbio alimentar, etc. Hoje eu continuo querendo 14% de gordura, mas quero mais ser feliz e leve, leve no sentido figurado também.

Ser leve no lidar com as coisas, na altura do salto e na tolerância com as pessoas. Quero ser mais leve com o meu sono que teima em durar 9 demoradas horas e não está querendo correr cedo no parque antes do solzão. Por que não o final do dia? Com o sol caindo e a dama da noite soltando seu perfume ali na curvinha do Severo Gomes.

Quero ser mais suave com a agenda que não se concretiza, quero cantar bem alto a música favorita da época e cagar pro trânsito bizarro de São Paulo. Quero querer ficar sem beber por 1 mês e quero pegar leve comigo quando me render a um ou dois drinks que sempre terminam mais felizes do que começaram.

Hoje eu quero muito internalizar que eu posso gostar de Pink Floyd, Tom Jobim, Dave Matthews Band e que tá tudo bem se eu dançar "Deu onda" [kkkkk, me julguem]. E eu vou continuar defendendo a Bela Gil e suas receitas com tofu e grão de bico. E vou continuar sabendo do tanto que a criação de gado de corte é responsável pelo efeito estufa, mas também vou comer um hamburger sangrando, porque adoro, e eu respeito aquele boi que virou alimento pra mim.

Acho que com 35 anos, e querendo os 14% de gordura estou entendendo que dá pra ter uma vida mais equilibrada. Dá pra ser mais de uma pessoa, graças a Deus! Dá pra querer trabalhar menos e mesmo assim ser muito comprometida. Dá pra ser casada e continuar se divertindo muito com os amigos [com e sem o marido]. Dá pra ser raiz e Nutella. Dá pra buscar os 14% de gordura sendo chata e velha de 2a a 5a, e pinguça e jovem de 6a a domingo. Ainda bem!

Post inpira na Fe de quem eu praticamente parafraseei a penúltima frase. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário