Marcadores

Da Gabi (161) Dos queridos (54) Amor (47) Por aí (35) Dicas (28) Família (28) Comidas (18) Viagem (16) Chatices (15) Esportes (13) Trabalho (12) Livros (9) Música (9) Crianças (5) Sampa (3) Filmes (2) Moda (2) PequenasFelicidades (1)

Instagram

terça-feira, 9 de julho de 2013

Humildade....

Muito difícil começar a falar sobre esse tema.... Pessoas. Pra mim gente é das coisas mais difíceis de entender na vida. Eu não me entendo.... Vamos ao meu ponto, e a chance desse post ficar aqui parado no status "rascunho" esperando ser aprimorado é tão grande. No geral eu sento, escrevo, releio e posto. É quase uma psicografia.... Mas esse assunto eu devia ter escrito há mais tempo, as sensações se perdem.... As coisas se misturam e isso pode ser bom e pode ser ruim.... Nesse caso quem me deu o OK foi o Rê, e vou falar que sou dessas que não fica esperando ok de homem desde que meu pai se foi... Mas nesse caso o respeito está acima de tudo, e nesse caso o envolve de alguma maneira.

Não me considero uma pessoa bem relacionada, tipo conheço pessoas legais, mas nada de gente influente, sociedade, nada disso... Tipo até conheço quem ache que a pessoa é celebridade, mas no caso não acho que seja e nem a pessoa se acha como tal....

Fato é que conheço gente que é bem influenciada e virou mexeu lá estou eu no meio "de gente influente".... Dessa gente que, gente como a gente, acha que pode julgar, sabe assim? Porque se tem coisa que a pessoas sabem fazer muito bem é julgar. Impressionante. Mulher sarada na TV só é sarada porque vive disso, "também, não faz mais nada da vida".... Mulher de jogador de futebol é maria chuteira, gente rica é fresca, político é corrupto, quem trabalha demais não tem vida, quem trabalha de menos não tem ambição.... Nada como uma julgadinha aqui outra ali... E se der pra ser o promotor, aí fica mais legal ainda, né?! Colocar uma lenha na fogueira é sempre uma delícia interna, que em pessoas mais 'normais' se traduzem numa culpa, e depois pra minimizar vira uma justificação e assim caminha a humanidade....

Bom, certo domingo fui convidada pra um casamento de um filho de alguém importante. Não, não vou falar o nome.... A mensagem que chegou por whatsapp dizia "vou casar e queria entregar o convite hoje a noite aqui em casa, vamos pedir uma pizza." Eu sou conhecida dessa pessoa... E já comecei a julgar, a achar que ia ser uma frescura, apesar de eu sempre ter ido com a cara dos noivos, mas eu já tinha o meu pré conceito, claro!  Obviamente eu pensei primeiro, cacilda não quero ir, não vou me sentir bem, não sou dessa galera.... Realmente não sou dessa galera.... Mas essa pizza foi um tapa com uma luva de pelica na minha cara arrogante de quem julga alguém sem conhecimento.

Todo mundo gente boa. Obvio que tem umas pessoas que eu não vou com a cara, mas eu sou assim e ponto final... Não tenho afinidade, etc e tal..... Mas a noite foi muito agradável e os tais pais importantes chegaram num determinado momento. Eu me senti num filme.... Eles estavam em casa, com um bando de jovens amigos dos filhos dando atenção pra gente, assim como a minha mãe faria, e a sua também! O pai dizia "putz, amanhã acordo às 6h pra dar ala na USP..."

Aquele casal de noivos bonitos, e que sempre fui com a cara, mais os pais "normais" causados pela segunda impressão (a primeira era da mídia) me fez querer fazer parte daquilo tudo, daquele casamento. E aquele casamento foi o casamento a que me referi no outro dia sobre a cerimônia lindíssima.

Festa lindíssima, como tantas outras que já fui. Noivos felicíssimos. Noiva que chorou muito, e eu também, coisa que não vejo tanto assim. Detalhes cuidadosamente escolhidos... Deus mora nos detalhes, e lá estava Deus, por todos os cantinhos, e eu fotografei todos esses cantinhos... Cantinhos de natureza.... Cantinhos de Deus mesmo!

Os pais que chamariam atenção ficaram na deles, deixaram todas as luzes sobre os noivos. Me diverti horrores.... Me senti muito bem, como há tempos em meio de tantos "desconhecidos" não me sentia.... Resumo da Ópera: pessoas são pessoas. Por mais "importante" que elas sejam, elas não deixam de ser pais e mães, tios dos amigos da escola, cuidadosos com o casamento dos filhos, receptivos com seus convidados.... E pessoas são pessoas.... Que julgam... Que pré julgam... Que tiram fotos dos detalhes (eu) e que pode ser chamada de brega por alguma outra pessoa que também me julga sem saber que eu amo flores.... É a vida...

Pra mim mais um ensinamento, que por um acaso um cara que nasceu há mais de 2 mil anos já dizia, não julgar os outros... Please!

By the way, como eu disse no começo esse post tá escrito há pelo menos 2 semanas, e hoje fui à Seara Bendita cujo tema foi Humildade. Acho que caiu bem pro título desse post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário