Marcadores

Da Gabi (161) Dos queridos (54) Amor (47) Por aí (35) Dicas (28) Família (28) Comidas (18) Viagem (16) Chatices (15) Esportes (13) Trabalho (12) Livros (9) Música (9) Crianças (5) Sampa (3) Filmes (2) Moda (2) PequenasFelicidades (1)

Instagram

sábado, 11 de agosto de 2012

Olimpíadas - as expectativas pros filhos que eu ainda não tenho

Outro dia eu estava na academia correndo na esteira e assistindo o nado sincronizado, e comecei a viajar...

Eu sempre fui contra os pais quererem que os filhos realizem os seus (dois pais) desejos. Sei lá, sempre rola isso, tipo alguém fazer medicina porque o sonho do pai é comum de ouvir, entre outras coisas. E eu que agora acho isso terrível tenho meu lado "o meu filho (a) vai..."

Se for menino:
- nadar desde que sair da barriga, afinal de contas todo homem merece aquelas costas maravilhosas. E pensando pelo lado de sobrevivência é bom saber nadar, né?!
- vai fazer aula de algum instrumento musical, preferencialmente violão, gaita. Acho lindo, e sei que todo homem que toca violão, num primeiro momento tem uma vantagem competitiva frente aos demais.
- surfe também muito me interessa.

Se for menina:
- ai podia fazer o tal nado sincronizado, né?! Gente o que é aquilo? Lindo, lindíssimo!
- ballet! TEM QUE FAZER, pra aprender a dançar... Eu sou terrível dançando, só danço direito bem bêbada e com alguém me levando, kkkk... Essa maniazinha do meu cérebro de pensar confunde o corpo na hora da dança.
- falar francês, nem preciso dizer. Lindo!

Claro que uma pessoas não se resume a essas coisas. Meio que seria dizer que o lado de dentro não tem nenhuma influência, mas é o meu lado 'frustrado' por não ter feito certas coisas - contrariando os meus pais - que me faz pensar assim.... O sonho do meu pai era que eu tocasse piano. Eu tinha um piano em casa, eu tenho uma avó professora de piano, e ela vinha de Santos pra SP me dar aula toda semana. E cadê que queria?! Não quis, não me dediquei e hoje eu adoraria tocar piano... C'est la vie...

O lance dos esportes só ficou forte em mim depois de mais velha. Meu pai sempre incentivou, ele nadava, jogava basquete, adorava esportes. Mas eu sempre fui tímida, e sempre ia deixando, sempre inventava uma dor de cabeça, enfim... Fugia. Hoje eu vejo que o esporte não só faz bem, como é lindo e traz valores fortes pra vida de uma pessoa. Disciplina, determinação, garra, aprender a perder, aprender a ganhar, se superar, respeitar o corpo, respeitar a natureza... Afe, são tantas coisas.... Mas por favor, menino de costas largas, e menina de postura perfeita, eu quero!

Em tempo, a vovó tocando piano, veja se não é lindo alguém que sabe tocar piano....

2 comentários:

  1. Mais lindo ainda foi o seu avô!

    Robs

    ResponderExcluir
  2. Natais com a titia tocando piano... Como esquecer!!!

    Gabriel começa a natação em setembro! Ama basquete ( influencia do Zago total) já faz futebol (ou como ele diz sufebol) e certamente vai tocar alguma coisa pq e absolutamente musical ( aço q culpa minha q colocava o fone de ouvido na barriga com música clássica pq soube que acalmava os bebes e os tornavam mais inteligentes) já pega o violão do avo e quer tocar a todo custo!!!

    Bjs

    ResponderExcluir