Marcadores

Da Gabi (160) Dos queridos (54) Amor (46) Por aí (35) Dicas (28) Família (28) Comidas (18) Viagem (16) Chatices (15) Esportes (13) Trabalho (12) Livros (9) Música (9) Crianças (5) Filmes (2) Moda (2) Sampa (2) PequenasFelicidades (1)

Instagram

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Feliz Natal!!!!

Antes de desejar um Feliz Natal eu desejo a todos um pouco mais de poesia! Outro dia ouvi no rádio um fórum que questionava o Natal, questionavam se o Natal era mesmo uma data bacana ou se já tinha virado algo totalmente comercial, e só se tinha trabalho, muito trânsito, filas, e gastação de dinheiro...

E os comentários? Socorro!!! Não tinha ninguém que estivesse feliz por causa dessa época do ano. Todo mundo reclamando da vida, por que?! Alguém é obrigado a entrar num shopping lotado e comprar um presente pra quem não quer? Obrigado por quem, pela sociedade, pela própria consciência?! Consciência que anda bem fracota, né?! Na boa dar presente por obrigação é no mínimo cafona!

Será que só eu acho o Natal super legal?! Eu adoro o verão, o horário de verão, a cidade cheia de luzes, a minha casa com detalhes em todos os cantinhos, que eu alias, faço questão de decorar. Adoro a expectativa do meu avô pra comer a leitoinha assada, e se possível escolhida viva. E quando ele chega com as compras? Parece que é um batalhão que vai vir e não só a família. Adoro aquele cheiro dos assados em casa no dia 24. Dou risada com os discursos natalinos que a minha avó faz questão que o tio Wilson faça (faz tempo que não passamos o Natal juntos, mas me lembro disso todo ano). Também curto organizar a mesa, as flores, com cuidado, com amor, praquelas pessoas que realmente importam na minha vida: minha família!

Árvore da família Salata Antunes
Tenho uma nostalgia maravilhosa da minha infância, época em que sempre passávamos o Natal com muita gente, tudo família, um monte de primo tudo da mesma idade. E aí chegava a hora de procurar o Papai Noel... Meu pai puxava a criançada, e não é que o danadinho do Papai Noel sempre passava enquanto estávamos na rua... Lembro do cheirinho dos jardins de Santos, do clássico disco natalino da Simone. E quando a Shell fechava o Playcenter pros funcionários e seus filhos?! Sensacional, ganhávamos presentes e comíamos cachorro quente, devidamente vestidinhas de Shell, quase mini frentistas. Lembro dos presentes, mas lembro de poucos deles.... Esses pedaços emocionais são os mais legais, os que realmente sinto saudade, e os que realmente quero que fiquem pra sempre.

Acho uma pena as pessoas limitarem o Natal a obrigações financeiras, sinal que virou todo mundo adulto e chato.

Desejo então mais poesia e mais infância nesse Natal!

5 comentários:

  1. Bi, consegui sentir o cheiro dos assados e também de uma vez que andando pelas ruas, pra ver se encontrávamos o papai noel, o titio tão persuasivo falou, olha lá, vcs viram? Até hoje eu juro por Deus que eu vi algo passar no céu. Até hoje eu acredito piamente que era o papai noel!!!! :)
    Também fui a uma dessas festas com vocês. Tanta comida gostosa. Antigamente não existiam esses buffets infantis né? Era uma loucura. Me sentia mega importante.
    eu tb amo essa época e principamente amo a energia que ela emana. Pq as pessoas estão mais desarmadas. Seus corações estão abertos e por isso há uma corrente de coisas boas acontecendo. Claro que sempre existirão os chatos e consumistas de plantão, mas tadinhos, eles não acreditaram em papai noel. Eles não ajudaram a mãe a arrumar a mesa, montar a árvore, preparar um prato.
    Eles pouco sabem do que esse amor que une as famílias pra poder comemorar o nascimento de cristo quer dizer. Nunca viram o Tio Luis tocando músicas de natal no piano. Nunca viram a Carine morrendo de chorar a cada vez que a meia noite se aproximava.
    Hj eu não choro mais pq aquela coisa que eu tinha de estar com minha famílai separada, acabou. eu tenho a minha família e o Gabriel trouxe um brilho novo.

    Esse ano, eu sairei pelas ruas procurando o papai noel e juro por Deus que o Gabriel também o verá!!!

    Te amo, feliz Natal! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Pôxa vida..sem palavras...agora mais do que nunca, sou lágrimas pura...mistura de sentimentos, saudades daqueles dias em que as pessoas eram mais emoção que razão... só se pensa em dinheiro, em compras, em contas... é tão triste... mas o cosolo é ver que em nossa familia, conseguimos preservar esta delicia de ser quem somos, graças aos exemplos que vivenciamos... quero muito que se sintam abraçadas por mim, por que era tudo que eu queria neste Natal, um abraço apertado... estar perto... voltar no tempo junto da nossa grandiosa e amada familia... amo muito vcs e pude também sentir, através das suas palavras e da Cá, reviver nossos antigos e passados Natal, onde tbém mal me lembro qual brinquedo ou presente me marcaram mais, mas a presença, a familia reunida, os pratos, as mesas e os cheiros da cozinha ficaram prá sempre gravado em minha memoria... Um Natal de muita paz, amor e união, por que é isso que realmente importa... o nosso coração...Beijos e muitas saudades!!!

    ResponderExcluir
  3. Queridinhaaaa que lindeza!!!
    Na minha casa era exatamente assim, td ano o Papai Noel apontava com seu trenó na janela e, qdo descíamos para falar tchau, ele deixava os presentes embaixo da árvore. E a família reunida, que delícia. Mesmo qdo estávamos apenas nós 5 (meus pais, minhas irmã\s e eu) era uma delícia. Nos arrumávamos como se estivéssemos indo a uma festa, das boas...rs
    Esse ano não pedirei nada ao Papai Noel, só tenho que agradecer pelo presente antecipado - meu pequeno JP que, apesar de não entender o que é Natal, sentirá o calor da família reunida e comemorará a renovação da família... =)
    bjs e um Natal com tudinho de especial pra vc e sua familia

    ResponderExcluir
  4. De mais!!! Adorei... E para pessoas como você, desejo do fundo do meu coração toda a alegria que um Natal da infância pode trazer!!!

    ResponderExcluir
  5. Gabi, compartilhamos com tudo o que você disse. Aqui em casa somos todos saudosistas e "infantilizamos" o nosso Natal. As crianças não estãio mais próximas de Deus e dos anjos ? Então nessa infantilização talvez nos aproximamos deles também. Nossas lembranças são como as suas. Ficamos felizes por de alguma forma partilhar desse seu sentimento, pois nossa árvore está aí com vocês, pessoas que adoramos. Esperamos que seu Natal tenha sido de acordocom seus desejos. Beijão. Luci e Renato. PS: também a Bê e a Fê.

    ResponderExcluir